Programação Musical
Municipalização de ensino não é consenso em Ituiutaba
Divulgação/Reprodução

A Audiência Pública para discutir o Projeto de Lei n.º 2.657/2021, de autoria do governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema, intitulado de Mãos Dadas, foi promovida na manhã de sexta-feira, 21, no Plenário da Câmara Municipal de Ituiutaba, e contou com a participação de vereadores, representantes de escolas, sindicatos, Secretaria de Educação e demais pessoas ligadas a educação do município.

O Mãos Dadas tem o objetivo a municipalização de ensino, e segundo o governador, neste primeiro momento, o foco é descentralizar todas as escolas estaduais que oferecem o ensino fundamental dos anos iniciais de 1.° a 5.° ano.

A reunião foi conduzida pelo presidente do Legislativo, Renato Moura, e para ele, mesmo o projeto sendo amparado pelo Constituição Federal, existe uma grande problemática, porque além de não ter sido debatido com os poderes Executivos e Legislativos de Minas Gerais e demais representantes, o Projeto de Lei n.° 2.657/2021, cita no artigo 5° que o valor do incentivo financeiro está condicionado à disponibilidade financeira orçamentária.

“Percebemos que não existe nenhuma previsão de quando e quanto será repassado para os municípios, caso o Governo do Estado não tiver disponibilidade financeira orçamentária, não haverá nenhum repasse, o que causará um colapso financeiro nos cofres públicos dos municípios mineiros”, destacou.

O presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esportes, Professor Yata, alertou que caso o projeto seja aprovado, existe uma grande possibilidade de dezenas de servidores contratados, convocados e designados perderem o emprego, pois não estão inclusos dentro do plano, já que está previsto que 52 professores efetivos sejam cedidos para o município. “Frente o que foi apresentado, o processo de municipalização não será viável para os municípios, além que, acredita-se, que foi mal elaborado, não havendo democracia”, realçou.

O vereador e solicitante da Audiência Pública, Odeemes Braz, relatou que foi um passo dado com a participação das pessoas ligadas a educação do município que estiveram presentes no evento, mas também mostrou-se preocupado com a situação, pontuando algumas questões importantes na oportunidade. “A aprovação do projeto envolverá milhares de pessoas que poderão ser prejudicadas. É necessário muita discussão e que todas as decisões tomadas sejam cientes, pois poderá haver consequências”, manifestou.

Leia também
ITUIUTABA DIZ NÃO AO PROJETO MÃO DADAS

Ituiutaba não irá aderir ao Projeto Mãos Dados” que prevê absorção do ensino nas séries iniciais

A Prefeita Leandra Guedes (Avante), anunciou nesta terça-feira (10) que o município de Ituiutaba, não irá aderir ao …

Há 2 meses atrás - 477
POSSE NOVOS PROFESSORES NA UEMG

UEMG dá posse a 180 novos professores, unidade de Ituiutaba será atendida

O governador Romeu Zema participou, nesta quinta-feira (5/8), no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, da …

Há 3 meses atrás - 380
VACINA CONTRA A COVID-19 ATENDERÁ PROFESSORES

Imunização de professores contra covid-19 começa nesta quarta-feira (09)

O Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde em Ituiutaba, comunicou a imprensa, que a partir desta …

Há 5 meses atrás - 605